sexta-feira, 11 de novembro de 2011

The Secret Circle - 01x01 - "Pilot"


Da mesma criadora de The Vampire Diaries, The Secret Circle é mais uma série que a Warner Bros. adapta de um livro, mas, aqui, ao invés de vampiros lhe damos com bruxas e bruxos escondidos, e uma jovem que não sabe os poderes que tem. Pra quem gosta da mistura de fantasia com romance, é a pedida. Mas quem não gosta é melhor passar longe dos clichês do gênero.

Quando a mãe de Cassie morre em um suposto incêndio dentro de casa, ela vai morar com a avó em uma cidadezinha. Lá, ela começa a saber mais sobre a vida da mãe e estranhos acontecimentos começam a rondá-la, fazendo-a rotular a cidade de "estranha". Porém, tudo muda quando ela conhece Adam, Faye, Diana, Melissa e Nick, e eles dizem que ela é, na verdade, uma bruxa e a última integrante que faltava para o Círculo Secreto se concretizar.

O bom de The Secret Circle é que ele não se prende à estereotipada personalidade meiga e frágil presente na maioria das protagonistas deste tipo de trama. Na verdade, Cassie é dócil e tímida, mas se mostra determinada e não é de levar desaforo pra casa. Um diferencial da série para com as outras do gênero. Mas o que não dá pra entender é o porquê de Cassie cismar tanto em não querer saber mais sobre seus poderes. Ela sabe que eles são perigosos e não sabe domá-los, mas mesmo assim insiste em ficar longe do restante do grupo, que é mais experiente do que ela. 

Outro erro do roteiro (talvez até do livro) está na carta deixada para Cassie por sua mãe. É dito na carta que, se Cassie está lendo-a, é porque ela já morreu e que guardara segredo sobre seus poderes para distanciar a filha daqueles que a queriam mal. Mas ela vira que isso só prejudicara a filha, e que não devia tê-lo feito. Agora me diga: se a mãe de Cassie percebeu o que estava fazendo, por que ela não contou os segredos pra filha ao invés de escrever uma carta fazendo-o? 

Há também a má-exploração de alguns personagens que se mostram essenciais, mas que estão totalmente apagados, como Nick e Melissa. Não dá nem para avaliar muito bem a atuação de Louis Hunter e Jessica Parker Kennedy, de tão pouco que aparecem. O par romântico de Cassie (vivida pela belíssima Britt Robertson) é Adam Conant (Thomas Dekker, indiferente). A relação dos dois aborda o clichê de romance proibido (embora as barreiras aqui nem sejam tão fortes). A garota má (porque o gênero praticamente obriga a ter uma) é vivida pela ótima Phoebe Tonkin, que esbanja sarcasmo. Shelley Hennig vive Diana, uma personagem totalmente sem graça, e que, mesmo tentando, não consegue cativar o público. 

The Secret Circle não traz nada do que a gente nunca viu, por isso é recomendado exclusivamente pra quem gosta do gênero, e não pra quem está tentando encontrar alguma coisa nova. Os efeitos visuais não decepcionam, mas também não surpreendem. Pelo menos aqui temos a segurança de que nenhum roteirista de episódio vai sofrer de bloqueio de criatividade, pois o enredo já está totalmente estruturado - visto que é uma adaptação de um livro. Bom programa!



2 comentários:

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá,Renato!Essa é a minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi entrar para conhecer aqui! Amei e já tô seguindo. Seu blog é muito legal e suas postagens são muito bem elaboradas.Adorei o café...rssss
Te convido a visitar e seguir o meu blog também.Aguardo sua visita!
Bjs!
Zilda Mara
http://cacholaliteraria.blogspot.com/

Yann de Oliveira disse...

Oi, tudo bem? *-*
Gostei do seu blog XD
Estou criando um novo blog, tem como visita-lo?
Siga e comente, por favor.
http://mantidoemsegredo.blogspot.com/

Postar um comentário

Gostou do café? Comente!